Justiça, Trabalho e Direitos Humanos

31/03/2015

Karatê no Cense motiva adolescentes em cinco Centros Socioeducativos

Aulas de Karatê nas unidades de socioeducação, têm mudado não só a rotina dos adolescentes internos, mas principalmente a forma como se relacionam. Na última semana, ocorreu nos Centros de Socioeducação, Joana Richa, São Francisco, Santo Antônio da Platina, Maringá, Londrina e Pato Branco, o evento de troca de faixas do Projeto Karatê no Cense. O Projeto leva aos adolescentes o contato com uma filosofia que apresenta novos objetivos de vida, disciplina e ética.

A troca de faixas do projeto é realizada todo ano para aqueles que apresentarem bom rendimento técnico e também para a participação em campeonatos regionais. Para isso os adolescentes treinam duas vezes por semana, através do trabalho desenvolvido com recursos do Fundo Estadual da Infância e da Adolescência (FIA).

O Diretor/Assistente do Centro Socieducação, São Francisco, Jorge Galerani, ressaltou a importância desses cursos e atividades realizadas. Segundo ele, os adolescentes em conflito com a lei criam a oportunidade de realizar uma ressocialização tanto para o hoje em dia, como para o próprio futuro.

As ações socioeducativas são aprendizagens articuladas que contribuem para o desenvolvimento pessoal e social de crianças e adolescentes, atualizando e complementando conhecimentos já trazidos por estes de sua vivência familiar e experiência cultural. O Karatê oferece uma alternativa objetiva de contribuição no que diz respeito a atividades socioeducativas nos Centros Socioeducativos e nas Casas de Semiliberdade no Estado do Paraná.

Para o diretor do Cense Maringá, Alex Sandro Da Silva, são eventos que contribuem para o processo comportamental do socioeducando. “ O respeito ao próximo e a consciência são essenciais para que os adolescentes consigam ter uma boa ressocialização a partir daqui de dentro, para lá fora”, comenta o diretor.

“É fundamental para as questões de cumprir regras, ter respeito e aprender dos direitos, através de uma atividade dirigida e orientada por profissionais capacitados aqui no Cense”, comenta a diretora do Cense Joana Richa, Célia Braga Figueiredo Fayzano.

“As alunas adquirem a disciplina e passam a criar o hábito da higiene pessoal e da conscientização, pois vem da vontade delas mesmas a participar das aulas de Karatê”, finaliza Célia.

O Projeto – O Karatê no Cense visa oportunizar adolescentes em conflitos com a lei, que se encontram nas unidades dos Centros de socioeducaçâo do Estado do Paraná, CENSE, a participar de ações socioeducativas, através de atividades esportivas, com base ético-filosófica e técnica do Karatê Tradicional, estimulando assim, o seu desenvolvimento de forma integral.

Proposta pela Associação Educacional de Desenvolvimento Humano e Social, o projeto visa desenvolver e alcançar os objetivos do Karate-Do, os quais podemos resumir nos seus cinco lemas: Esforço para a formação de um caráter saudável; Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão; Desenvolver a persistência e o esforço; Respeito acima de tudo, por fim, Conter o espírito de agressão destrutiva.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.