Notícias

07/02/2012

PIC comemora aniversário de 10 anos e lança projeto de música para presos

Com o slogan “Inserção Social: a Possível Arte de Transformar”, a Penitenciária Industrial de Cascavel-PIC que é uma unidade da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos-SEJU vai promover um importante evento para o trabalho e o fortalecimento dos Programas que fazem parte do Plano Diretor do Sistema Penal da SEJU. Nesta quarta (07) a partir das 13h30, comemora seus 10 anos de inauguração, lança oficialmente o Projeto “A Música como Instrumento de Reinserção Sóciocultural e Humanização da Pena”, além de realizar a solenidade de formatura de 46 presos dos regimes fechado e semiaberto que concluiram o Ensino Fundamental e Médio, pelo Centro de Educação Básica de Jovens e Adultos-CEEBJA.

Para o diretor da PIC, André Luis Romera, é um momento propício para agradecer a todos os servidores, colaboradores, empresas conveniadas e apoiadores em todas as esferas que, de forma direta e/ou indireta, têm contribuído para a realização de ações e projetos voltados ao tratamento penal de forma humanizada e dentro do que prevê a legislação. “Nosso maior objetivo é que a reinserção socioeconômica daqueles que cumprem pena, seja uma constante nessa unidade penal”.

A PIC abriga uma população carcerária de 346 presos nos regimes fechado e semiaberto e desse total mais de 80% trabalham e estudam, apresentando o maior indice nessas áreas entre as demais unidades penais da SEJU. Enquanto industrial, a atuação da trabalho da PIC é voltada à oferta de trabalho e cursos profissionalizantes mantendo, atualmente, parceria com 9 empresas dos ramos de brinquedos, estofamentos, abate de aves, roçada de rodovias e construção civil. André Romera enfatiza que com o trabalho, comprometimento e apoio de todos, “temos alcançado incontestáveis avanços e resultados extremamente positivos, como estes que farão parte de nossas comemorações e ato solene”.

O PROJETO DE MUSICALIZAÇÃO.

O projeto “A Música como Instrumento de Reinserção Sóciocultural e Humanização da Pena” nasceu em agosto de 2011 dentro da PIC e vem sendo realizado através de uma parceria entre a SEJU, o Departamento Penitenciário do Paraná-DEPEN e o IMHAP-Instituto Musicial Harmonia e Paz, de Cascavel. Atualmente participam do projeto cerca de 60 presos tanto do regime semiaberto quanto do fechado. O conteúdo é formado por 3 vertentes: teoria musical, vocal e emissão de certificados aos presos como concluintes, sendo que um agente penitenciário atua como maestro. “Vale ressaltar que Igrejas locais de diferentes religiões também foram importantes parceiras no desenvolvimento do projeto com a doação e compra de vários instrumentos musicais”, disse o diretor da PIC..

Atualmente cerca de 20 presos do semiaberto formam um grupo musical de sopro e cordas que vai se apresentar pela primeira vez na solenidade do dia 7. A direção da PIC informa que no dia 12 deste mês de março esse grupo também vai participar da Jornada Cultural de Cascavel.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.