Estado entrega certificado “Amiga do Trabalhador” para empresas que participaram de mutirões
27/06/2022 - 18:49

A Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) promoveu na semana passada a cerimônia de entrega dos certificados “Empresa Amiga do Trabalhador” para as 38 empresas que participaram dos mutirões do Mês do Trabalhador, promovidos pela Agência do Trabalhador de Curitiba em maio (veja a lista aqui ). Ao todo, contando apenas os mutirões, a Agência do Trabalhador de Curitiba realizou 6.879 atendimentos para 1.909 pessoas naquele mês, o que resultou em 1.661 pré-aprovações.

“Fazemos questão de homenagear essas empresas por ter dado esse apoio às iniciativas do Governo. O diálogo constante com o setor produtivo, e as parcerias voltadas para qualificação profissional, é fundamental para que o Paraná seja campeão em geração de empregos”, afirmou o secretário Rogério Carboni.

Na primeira quinzena de maio, foram realizados dois mutirões para atender setores específicos do empresariado: supermercados e telemarketing. “A Secretaria está de parabéns porque esses mutirões fazem toda a diferença para nós que estamos aqui buscando esses talentos. Assim, o Governo do Paraná é a ponte para a gente conseguir recolocar esse pessoal no mercado de trabalho” destacou Ademir Caselato, representante do grupo Agilidade, que realiza o RH de diversas empresas.

De acordo com Rafael Ribeiro, gerente de RH do grupo atacadista Assaí, que participou de três mutirões em Curitiba, foram efetivadas várias contratações. “É uma parceria que foi bastante positiva para o Assaí pois possibilita à companhia acelerar as contratações para compor o seu time de colaboradores(as), especialmente neste momento de forte expansão que o Assaí Atacadista está vivenciando”, disse.

O grupo Assaí inaugurou em 2021 duas unidades, chegando à marca de sete lojas no total (3 na Capital, 2 em Londrina e 2 em Maringá). “E para 2022, estão previstas as inaugurações de mais duas unidades em Curitiba em conversões de antigos hipermercados localizados na Avenida Presidente Kennedy e no bairro Alto da XV”, completou Rafael.

Na segunda metade de maio, mais dois mutirões foram realizados pela Agência do Trabalhador de Curitiba, dessa vez voltados para atender recortes específicos dos trabalhadores: a população LGBTI+ e pessoas com 50 anos ou mais. “O resultado foi surpreendente. Na verdade, a minha expectativa estava abaixo do que realmente aconteceu. Conseguimos completar praticamente todas as vagas que nós tínhamos naquele momento e estamos ansiosos pelas próximas oportunidades.” afirmou Leonardo Neto, representante do grupo Leroy Merlin

“Não estamos falando só de geração de emprego e renda, e sim de um impulso econômico que o Paraná precisa. Então, todo o tipo de empenho do Governo do Estado na geração de emprego para nós é muito importante, e a Leroy Merlin, sem dúvida nenhuma, participa de todo tipo de ação justamente para poder garantir que todo trabalhador tenha realmente o seu trabalho garantido”, ressaltou.

Para Toni Reis, diretor-presidente da Aliança Nacional LGBT, que esteve na cerimônia representando o Grupo Dignidade, o mutirão LGBTI+ foi uma conquista do Paraná. “Essa iniciativa fez o casamento entre a necessidade e a mão de obra. Eu acho que é fundamental esse tipo de segmentação das vagas de emprego”, afirmou.

Toni Reis destacou que a iniciativa do Governo do Paraná serviu de modelo para outros estados. “O próprio pessoal da Bahia pediu informações sobre como nós fizemos, assim como Rio de Janeiro e Paraíba. Acho que nós devemos exportar toda essa metodologia, porque acho que é importante, um belo casamento entre sociedade, o Estado e as empresas”, destacou.

JUNHO – Os mutirões setorizados continuaram em junho com uma edição especial para egressos do serviço militar, em parceria com o Exército Brasileiro, e outra com vagas específicas de bares e restaurantes, em parceria com a Abrabar (Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas).

Outra iniciativa em junho, ainda em caráter piloto, foi levar as ações de empregabilidade para os bairros, iniciando na comunidade Jardim Santos Andrade, no bairro Campo Comprido, em parceria com a ONG Incanto e participação do Sesi-PR (Serviço Social da Indústria).

Raquel Nascimento, gerente regional para educação básica do Sesi, destacou que nos mutirões a população pode se inscrever nos cursos de qualificação para aumentar suas chances na hora da contratação. “Fazer essa junção da escolaridade que o Sesi pode oportunizar com o EJA fortalece o vínculo com o empregador e o Estado”, disse. “A importância é compartilhar, participar, conectar e dar uma oportunidade para a pessoa que por algum motivo não conseguiu finalizar a escolarização e por esse motivo não consegue o emprego”.