Paraná gera 12,9 mil empregos em setembro e se consolida como melhor do Sul
26/10/2022 - 12:29

O Paraná abriu 12.920 novas vagas de emprego com carteira assinada em setembro. Os dados divulgados nesta quarta-feira (26) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, consolida o Paraná como o estado que mais gerou empregos na região Sul em 2022. Foram 136.816 novos postos de trabalho formais entre janeiro e setembro, o quarto melhor resultado do País.

O saldo de vagas no mês é resultado da diferença entre as 140.539 admissões e os 127.619 desligamentos no período. No acumulado do ano, foram 1.359.767 contratações contra 1.222.951 demissões.

“O Paraná comemora, mais uma vez, o bom saldo na geração de empregos, sendo um dos estados que mais colaboram com o mercado de trabalho nacional”, disse o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Os bons resultados são fruto do trabalho conjunto entre o poder público e a iniciativa privada. O Governo do Estado mantém um bom ambiente para a atração de investimentos, que resultam na geração de empregos para a nossa população”.

Em 2022, o Paraná ficou atrás apenas de São Paulo (595.984), Minas Gerais (211.986) e do Rio de Janeiro (168.345) no número de vagas criadas. Na comparação com os outros estados da região Sul, o Paraná registrou cerca de 18 mil vagas a mais do que Santa Catarina (118.031) e 34 mil postos à frente do Rio Grande do Sul (102.521).

O Estado teve saldo positivo na geração de emprego em todos os meses de 2022. As mais de 136 mil vagas abertas no ano são resultado da soma dos saldos dos meses de janeiro (19.521), fevereiro (29.070), março (5.328), abril (9.589), maio (14.026), junho (14.338), julho (16.503), agosto (15.521) e setembro (12.920).

"Realizamos mutirões de emprego constantemente, ajudamos grandes empreendimentos a contratar mão de obra qualificada, viabilizamos o primeiro emprego por meio do Cartão Futuro e temos programas consolidados de qualificação profissional, como as Carretas do Conhecimento e o Recomeça Paraná. O Paraná é um estado que induz a geração de emprego e renda, e que ajuda a melhorar a vida de milhares de pessoas", afirmou Rogério Carboni, secretário de Justiça, Família e Trabalho.

No Brasil, o saldo de empregos em setembro foi de 278.085 vagas, chegando a 2.147.600 postos de trabalho acumulados entre janeiro e setembro de 2022.

SETORES – Mais uma vez, o setor de serviços é quem lidera o mercado de trabalho no Paraná. Em setembro, o setor respondeu por 42,6% do total de postos formais abertos no Estado, com 5.515 novas vagas. Na sequência estão o comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas (3.887), indústria geral (2.374), construção (1.047) e agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (97).

No acumulado do ano, seis em cada dez vagas abertas no Estado foram na área de serviços. O setor criou 80.684 vagas com carteira assinada em 2022. A indústria vem na sequência, com 26.723 postos de trabalho, à frente dos setores do comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas (17.149), construção (9.153) e agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (2.794).

MUNICÍPIOS – Os municípios do Interior se destacaram na criação de empregos em setembro. A cidade de Londrina, na Região Norte, liderou a abertura de vagas no mês, com 1.153. Ela foi seguida por São José dos Pinhais (755), Cascavel (751), Maringá (653), Foz do Iguaçu (646), Ponta Grossa (638), Araucária (592), Rolândia (270), Curitiba (260) e Pinhais (259).

Dos 399 municípios paranaenses, 265 (66.4%) fecharam o mês com saldo positivo de vagas. Em 15 cidades (3,7%), o número de admissões e de demissões foi o mesmo. Os outros 119 municípios (29,8%) tiveram saldo negativo na abertura de vagas.

Curitiba foi a cidade que mais abriu postos de trabalho em 2022, com o saldo de 36.043 vagas. Na sequência estão Londrina (6.607), São José dos Pinhais (6.096), Maringá (5.964), Cascavel (5.097), Araucária (3.791), Ponta Grossa (3.364), Colombo (2.898) e Foz do Iguaçu (2.860).

A grande maioria das cidades paranaenses está com saldo positivo na geração de empregos no ano. Dos 399 municípios, 338 (85%) têm saldo positivo no mercado de trabalho de 2022. Em quatro deles o número de pessoas que foram admitidas e desligadas foi o mesmo e em apenas 56 (14%) o saldo de empregos é negativo.