Secretaria de Justiça, Família e Trabalho presta reconhecimento público a voluntárias da Pastoral da Criança
09/12/2021 - 11:29

A Secretaria de Justiça, Família e Trabalho prestou ontem, terça-feira (7), uma homenagem para 93 líderes da Pastoral da Criança, que atuaram no Paraná durante o ano de 2021. A iniciativa, idealizada pelo secretário Ney Leprevost, reconheceu publicamente a importância do trabalho da organização em prol da criança e do adolescente, principalmente durante o período da pandemia.

“Esta homenagem é justa, é para mulheres da pastoral, que empenham seus esforços para salvar vidas de crianças. Quando voltar a Brasília vou lutar pela Lei dos mil dias, que é o período que as crianças precisam de cuidados especiais e de nutrição correta para sobreviver, conforme a prática da pastoral”, afirmou o secretário Ney Leprevost.

A chefe do Departamento de Políticas para a Criança e Adolescente, Ângela Mendonça, que também é presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA), destaca que a pandemia foi um momento desafiador para todos aqueles que trabalham com as crianças. “As mulheres que atuam na pastoral têm muito a ensinar. As comunidades sabem como proteger as crianças. A pastoral ensina para o mundo a pedagogia do cuidado”, disse Ângela.

A Pastoral da Crianças é uma organização ligada à Igreja Católica, que utilize a sua capilaridade, uma vez que está presente em quase todos os municípios para atender às crianças em vulnerabilidade através de um trabalho voluntário.

“Quando a mãe começou a pastoral há 38 anos ela começou com mulheres muito simples e há três anos a Universidade de Harvard veio visitar a pastoral para entender o trabalho que é feito. Os voluntários não são só coração, mas o conhecimento”, explica Nelson Arns Neumann, coordenador internacional da Pastoral da Criança e filho da fundadora, Zilda Arns.

Também participaram do evento a coordenadora estadual da Pastoral, Elza Zaramella Gonçalves - que conduz a Arquidiocese de Curitiba composta por 11 municípios (Curitiba, Almirante Tamandaré, Balsa Nova, Campo Largo, Campo Magro, Colombo, Itaperuçu, Palmeira, Pinhais, Porto Amazonas e Rio Branco do Sul) e o Padre Lédio Milanez, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida.