Carretas do Conhecimento abrem 1.936 novas vagas para cursos em 36 municípios
18/09/2021 - 10:35

O programa Carretas do Conhecimento, da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, está com 1.936 vagas abertas para cursos profissionalizantes em 36 municípios do Paraná. A iniciativa do Governo do Estado é executada pela Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, em parceria como Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e a Volkswagem. O objetivo é qualificar pessoas para ocuparem postos de trabalho no Estado.

“Priorizamos a geração de empregos no Estado. O governo tem realizado trabalho intenso para atrair investimentos e novas empresas para o Paraná, e elas precisam de bons profissionais, de trabalhadores qualificados e preparados para entrar no mercado de trabalho”, avalia o secretário Ney Leprevost.

Essa nova etapa do projeto inicia no próximo dia 27, com 75% das aulas on-line e 25% presenciais, de acordo com os protocolos sanitários determinados pela Secretaria Estadual de Saúde. Será um total de 104 turmas nas habilitações de Elétrica Automotiva; Informática Básica; Refrigeração; Mecânica Industrial; Corte e Costura Industrial; Instalações Elétricas; Manutenção de Motocicletas e Panificação.

Nessa etapa os cursos serão oferecidos em Curitiba, Cascavel, Fazenda Rio Grande, Goioerê, Itapejara D’Oeste, Londrina, Marechal  Cândido Rondon, Ponta Grossa, Antonina, Balsa Nova, Campo Magro, Capitão Leônidas Marques, Colombo, Contenda, Francisco Beltrão, Pato Branco, Pitanga, União da Vitória, Arapoti, Coronel Vivida, Nova América da Colina, Santa Cecília do Pavão, Itaperuçu, Rio Branco do Sul, São João do Ivaí, São Pedro do Ivaí, Barbosa Ferraz, Nova Prata do Iguaçu, Maria Helena, Pinhais, Campo Largo, Farol, Mariluz, Pinhal do São Bento, Salto do Lontra e Santo Antônio da Platina.

As informações sobre os locais dos cursos, datas e pré-inscrição podem ser obtidas no site https://www.justica.pr.gov.br/Pagina/PROGRAMA-CARRETA-DO-CONHECIMENTO-2021 ou nas Agências do Trabalhador dos municípios.

Obs: Fotos registradas antes da pandemia.

(Via assessoria de imprensa – Edson Fonseca).

Últimas Notícias