Projeto Caixa D’Água Boa vai atender mais 2 mil famílias em 100 municípios paranaenses
16/11/2022 - 10:04

O Governo do Paraná, por meio da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), em parceria com a Sanepar, iniciou a quinta fase do projeto Caixa D’Água Boa, que irá atender mais 2 mil famílias em situação de vulnerabilidade social, em 100 cidades do Paraná. Até o momento essa é a maior etapa do projeto em número de famílias e municípios atingidos.

Com esta nova fase chegará a 7,5 mil o número de famílias beneficiadas em 245 municípios. Nas quatro fases anteriores o projeto atendeu 5,5 mil famílias em 145 municípios. Todas as cidades atendidas nesta nova etapa estão recebendo o projeto pela primeira vez. 

A iniciativa é um dos eixos do programa Nossa Gente Paraná, estratégia do Governo para o combate à pobreza, com acompanhamento familiar, envolvendo diversos órgãos públicos estaduais e municipais, coordenados pela Sejuf.

O projeto faz distribuição gratuita de caixas d’água e kits de instalação, além de destinar R$ 1 mil por família contemplada. Nas primeiras fases foram investidos R$ 5,5 milhões e mais R$ 2 milhões serão aplicados nesta quinta etapa. Os recursos são financiados pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

“É inigualável a diferença que faz uma caixa d’água na vida das famílias, principalmente nas que vivem nos locais mais distantes das grandes cidades. Esse projeto promove emancipação aos paranaenses mais vulneráveis”, afirma o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Rogério Carboni.

MAIOR EXPANSÃO – O projeto iniciou de forma piloto em 2017, atendendo 500 famílias em 9 municípios até 2018. A partir de 2019, a iniciativa passou por uma grande ampliação e reforço no número de contemplados. Já na segunda fase (2019-2020) atendeu 1.700 famílias em 70 municípios.

Mesmo durante a pandemia da Covid-19, o Governo do Paraná lançou a terceira fase do projeto em 2021, com 1.800 famílias contempladas em 64 cidades, o que rendeu a primeira colocação no prêmio Sesi ODS 2021 (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU).

Já em 2022, a quarta fase atendeu 1.500 famílias em 54 municípios, e nesta quinta fase, que será realizada até 2023, o projeto teve sua maior expansão do número de atendidos.

CIDADES CONTEMPLADAS – As cidades atendidas pelo projeto são municípios de pequeno porte I (até 20 mil habitantes) e pequeno porte II (de 20 a 50 mil habitantes), seguindo a classificação do SUAS (Sistema Único da Assistência Social), e que tenham contrato ativo com a Sanepar.

Nesta fase as contempladas são Alto Paraná, Alto Piquiri, Ampére, Arapoti, Araruna, Assaí, Assis Chateaubriand, Astorga, Bela Vista da Caroba, Bela Vista do Paraíso, Bom Sucesso, Borrazópolis, Brasilândia do Sul, Cafeara, Cafelândia, Califórnia, Cambará, Cambira, Capanema, Capitão Leônidas Marques, Carambeí, Carlópolis, Céu Azul, Chopinzinho, Cidade Gaúcha, Corbélia, Cornélio Procópio, Cruzeiro do sul, Diamante do Norte, Dois Vizinhos, Douradina, Doutor Camargo, Engenheiro Beltrão, Farol, Floresta, Florestópolis, Formosa do Oeste, Goioerê, Guaruçá, Guaraci, Ibaiti, Icaraíma, Indianópolis, Iporã, Ivaiporã, Jacarezinho, Jandaia do Sul, Janiópolis, Jesuítas, Joaquim Távora, Juranda, Leópolis, Loanda, Lupionópolis, Mandaguari, Marilena, Mariópolis, Matelândia, Nova América da Colina, Nova Aurora, Nova Esperança, Nova Londrina, Nova Olímpia, Nova Prata do Iguaçu, Nova Santa Rosa, Paraíso do Norte, Paranacity, Paulo Frontin, Perobal, Pérola, Pinhalão, Planalto, Porto Amazonas, Quatiguá, Realeza, Rondon, Sabáudia, Salto do Lontra, Santa Cruz do Monte Castelo, Santa Fé, Santa Lúcia, Santa Mariana, Santa Tereza do Oeste, Santo Antônio da Platina, São Carlos do Ivaí, São João, São João do Ivaí, São Jorge d’Oeste, São Mateus do Sul, São Miguel do Iguaçu, São Pedro do Ivaí, Saudade do Iguaçu, Siqueira Campos, Tapira, Terra Boa, Terra Roxa, Tuneiras do Oeste, Ubiratã, Uraí e Vitorino.