Projeto Caixa d'Água Boa, da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, já beneficiou 4 mil famílias e vai atender mais 50 municípios no 1º semestre de 2022
18/11/2021 - 12:41

Depois de beneficiar 4 mil famílias em 143 municípios, o projeto Caixa d'Água Boa, coordenado pela Secretaria de Justiça, Família e Trabalho do Paraná (Sejuf), em parceria com a Sanepar, está sendo expandido para sua 4ª fase. A meta agora da gestão Ratinho Junior é atender mais 50 municípios no 1º semestre de 2022. Apenas em 2021, em sua terceira fase, o Caixa d´Água Boa beneficiou 1.800 famílias em 64 municípios.

No projeto, a Sanepar disponibiliza uma caixa d'água e um kit de instalação para as famílias em situação de vulnerabilidade social. A Secretaria de Justiça, Família e Trabalho oferece subsídio financeiro de R$ 1.000,00 (mil reais) para viabilizar a instalação do kit e também o treinamento de como instalar.

“O Projeto Caixa d´Água Boa tem enorme importância nos esforços que realizamos para atender às famílias em situação de vulnerabilidade social. Essas famílias passam a desfrutar de uma melhor qualidade de vida à medida que podem armazenar água e dela se beneficiar, especialmente nos períodos de longa estiagem em que o abastecimento precisa ser interrompido. Queremos levar este projeto para o maior número possível de municípios. Ter água em casa é fundamental para a saúde, a higiene e a alimentação”, observa Ney Leprevost, secretário da Sejuf.  

PÚBLICO-ALVO DO PROJETO - Para participar do programa “Caixa D’Água Boa”, as famílias precisam atender cumulativamente aos seguintes critérios: residir em município que possua contrato de concessão ou programa vigente com a Sanepar; residir em domicílio abastecido pela Sanepar e que não possua caixa d'água; possuir renda familiar de até meio salário mínimo nacional por pessoa; estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e encontrar-se em situação de vulnerabilidade social conforme o Índice de Vulnerabilidade das Famílias (IVFPR) do Programa “Nossa Gente Paraná”.

O diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, destaca a importância do Caixa D'Água Boa e a parceria da Companhia com o Governo e com os municípios: “A Sanepar tem uma importante função social e um compromisso com o governo e municípios de levar saúde para todo o estado. Esse Programa consegue melhorar a vida das famílias e é muito importante para a Sanepar fazer parte dessa melhoria".

ABRANGÊNCIA DA NOVA FASE – Nesta 4ª Fase do Projeto Caixa d´Água Boa, cada município poderá receber até 30 caixas d´água com seus respectivos kits de instalação e recursos financeiros. Os municípios e os escritórios regionais da Sejuf que os atendem são:

Antônio Olinto e Bituruna (escritório regional de União da Vitória); Boa Esperança, Mato Rico, Quinta do Sol e Roncador (escritório regional de Campo Mourão); Boa Esperança do Iguaçu, Nova Esperança do Sudoeste, Salgado Filho e Santo Antônio do Sudoeste (escritório regional de Francisco Beltrão); Bom Sucesso do Sul, Coronel Vivida, Mangueirinha (escritório regional de      Pato Branco); Campo Bonito, Vera Cruz do Oeste e Três Barras do Paraná (escritório regional de Cascavel); Candói, Laranjal, Pinhão e Turvo (escritório regional de Guarapuava), Centenário do Sul e Tamarana (escritório regional de Londrina); Diamante do Sul (escritório regional de Laranjeiras do Sul); Diamante d'oeste (escritório regional de Foz do Iguaçu); Faxinal, Jardim Alegre, Nova Tebas (escritório regional de Ivaiporã); Guaíra e São Pedro do Iguaçu (escritório regional de Toledo); Guaratuba (escritório regional de Paranaguá); Inácio Martins e Rio Azul (escritório regional de Irati); Inajá, Querência do Norte e São João do Caioá (escritório regional de Paranavaí); Ipiranga (escritório regional de Ponta Grossa); Itaguajé (escritório regional de Maringá); Jundiaí do Sul, São José da Boa Vista e Wenceslau Braz (escritório regional de Jacarezinho); Alto Paraíso, Maria Helena e Xambrê (escritório regional de Umuarama); Marilândia do Sul, Mauá da Serra (escritório regional de Apucarana); Nova Laranjeiras, Rio Bonito do Iguaçu e Virmond (escritório regional de Laranjeiras do Sul); São Sebastião da Amoreira e Sapopema (escritório regional de Cornélio Procópio).

De acordo com o coordenador do projeto da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, Everton de Oliveira, “o benefício é fundamental neste momento de estiagem no Paraná e da pandemia em que a higienização é tão necessária”.

(Assessoria de Imprensa – Josias Lacour)

Últimas Notícias